NICE

NICE

II Jornadas de Educação do Seixal: "A Escola em Mudança - Organizações/Territórios/Famílias" | 14 e 15 de Novembro 2014

 
O Centro de Formação da Associação de Escolas do Seixal e a Câmara Municipal do Seixal organizaram as II Jornadas da Educação do Seixal, nos dias 14 e 15 de Novembro, na Escola Secundária da Amora e no Fórum Cultural do Seixal respetivamente. O NICE esteve presente em três dos workshops dinamizados:

Lesson Study (Estudo da Aula)
- É um processo de desenvolvimento profissional de professores, de cunho colaborativo e centrado na prática letiva.
- Origem no Japão, difundiu-se através dos EUA (Stigler & Hiebert, 1999) e, nos últimos anos, tem vindo a ser amplamente usado em muitos países.

- Uma marca fundamental dos estudos de aula é a sua natureza reflexiva e colaborativa (Fernández, Cannon, & Chokshi, 2003; Perry & Lewis, 2009).

- Nesta atividade formativa, os professores trabalham em conjunto identificando dificuldades dos alunos, documentando-se sobre alternativas curriculares e preparando o que esperam vir a ser uma aula bem sucedida. Observam, depois, essa aula e analisam em que medida atinge os objetivos pretendidos e as dificuldades que se manifestam. LINK DA FONTE


 

Escolas Híbridas

- Constitui uma resposta para combater os níveis de insucesso escolar, concebida pelas próprias escolas e que promove a diferenciação pedagógica, apostando na prevenção do insucesso ao longo do ensino básico.
- Salientam-se os princípios do trabalho colaborativo, liderança partilhada, reflexão curricular e interação entre as escolas envolvidas e a universidade, que as apoia na construção, monitorização e na avaliação do desenvolvimento deste dispositivo. LINK DA FONTE

 
Projeto Fénix
- Assenta num modelo organizacional de escola que permite dar um apoio mais personalizado aos alunos que evidenciam dificuldades de aprendizagem nas disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, ou outra identificada pela escola de acordo com a taxa de sucesso.
- Este modelo consiste na criação de Turmas Fénix - ninhos nos quais são temporariamente integrados os alunos que necessitam de um maior apoio para conseguir recuperar aprendizagens, permitindo um ensino mais individualizado, com respeito por diferentes ritmos de aprendizagem o que se tem vindo a revelar uma estratégia de sucesso educativo.
- Os ninhos funcionam no mesmo tempo letivo do que a turma de origem, o que permite não sobrecarregar os alunos com tempos extra de apoio educativo. Assim que o nível de desempenho esperado é atingido, os alunos regressam à sua turma de origem. Paralelamente, também são criados ninhos para alunos com elevadas taxas de sucesso de forma a permitir o desenvolvimento da excelência. LINK DA FONTE

Sem comentários:

Enviar um comentário